Seguidores

terça-feira, 25 de julho de 2017

Dalinha Catunda e Ismael Gaião

ISMAEL GAIÃO
Saudade é a pior ferida
No peito de um infeliz.
Vem numa pequena cena
Ou em algo que alguém diz.
Se inflamada dói e arde,
Mas não mostra cicatriz.
*

DALINHA CATUNDA
Minha mãe sempre dizia
Que ouviu alguém dizer:
“Que a saudade é uma dor
Mas não é dor de doer
É vontade de lembrar
Com vontade de esquecer”
*

sexta-feira, 21 de julho de 2017

SER OU NÃO SER...

SER OU NÃO SER...
*
Não sou velha nem sou nova
Não sou feia nem bonita
Porém eu sou tudo isso
E todo mundo acredita
Às vezes eu só retrato
Às vezes eu sou de fato
O que eu trago na escrita.
*

Versos e foto de Dalinha Catunda

segunda-feira, 17 de julho de 2017

É MELHOR VIVER SOZINHO DO QUE MAL ACOMPANHADO.

É MELHOR VIVER SOZINHO
DO QUE MAL ACOMPANHADO.
*
GREGÓRIO FILOMENO
Não há nada nesta vida
Que cause mais dissabor
Do que dedicar amor
A gente prostituída
Quando a alma é corrompida
O corpo é contaminado
Nunca dá bom resultado
Comprar ou vender carinho
É MELHOR VIVER SOZINHO
DO QUE MAL ACOMPANHADO.
*
DALINHA CATUNDA
Chegou cheio de exigência
Só queria ser as pregas
Não era de cumprir regras
Fui perdendo a paciência
Sua falta de decência
Fez com que fosse chutado
Quando saiu do meu lado
Fez comentário mesquinho:
É MELHOR VIVER SOZINHO

DO QUE MAL ACOMPANHADO.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

DALINHA E JESUS













DALINHA E JESUS
*
JESUS DE RITINHA
Também sou menino
Curumim brasileiro
Inquieto, arteiro
Seguindo o destino
Guri nordestino
Criança crescida
De alma atrevida
Em plena alegria
Fazendo poesia
De bem com a vida!
*
DALINHA CATUNDA
Também sei cantar
Eu sou cunhatã
Eu canto a manhã
Vendo o sol raiar
Corro a traquinar
Em meio a campina
Criança, menina,
Alegre e brejeira,
Versejo faceira
Essa é minha sina.

*

quarta-feira, 5 de julho de 2017

ÉGUA!!!!!! QUE FRIO!!!!

ÉGUA!!!! QUE FRIO!!!
*
Eu que sou filha do sol
Amo o calor do sertão
Me vejo toda embrulhada
Com frio nesta estação
Chego até sentir tremor
Debaixo do cobertor
Que não resolve a questão.
*
Boto meia boto toca
E pijama de flanela
Tranco meu apartamento
Fechando porta e janela
E antes de me deitar
Faço chá para tomar
O de maçã com canela.
*
Na hora de tomar banho
Eu só tomo banho quente
Antes de entrar no chuveiro
Eu já vou batendo dente
Se esse frio não passar
Pro meu sertão vou voltar
Não tem diabo que aguente.
*

Versos e foto de Dalinha Catunda

terça-feira, 4 de julho de 2017

BATE UMA PRA MIM?


BATE UMA PRA MIM?
*
Ele chegou ao meu lado
E pediu mais de uma vez
Bate uma para mim
E foi ficando freguês
Toda hora ele passava
A câmara me entregava
Bati muito mais de três.
*
Se já tinha o pau na mão
Para a selfie executar
Bastava esticar o braço
Sem precisar me ocupar
Mas em festa “o pau tora”
Selfie, foto a toda hora,
Haja saco pra aturar.
*
Versos e foto de Dalinha Catunda