Seguidores

segunda-feira, 18 de março de 2013

E A CHUVA CHEGOU!!!

E A CHUVA CHEGOU!!!!
*
Bendita Chuva caiu
Encharcando meu sertão
E foi tanta água no chão
Que a natureza sorriu
Bode correndo fugiu
Com medo de se molhar
Ao ver a água jorrar
Preparei balde e bacia
Vendo a água que caía
Ligeiro fui aparar.
.
Tomei banho de biqueira
Sem temer raio ou trovão
Foi grande a animação
E naquela brincadeira
Eu passei a tarde inteira
Vendo a chuva desabar
Vendo o povo se alegrar
Enchendo panela e pote
Na chuva dando pinote
Vendo a bonança chegar.
*
Versos e foto de Dalinha Catunda
Foto tirada no dia 16 de março em Ipueiras –Ce,
Dia de muita chuva no sertão do Ceará

4 comentários:

Fred Monteiro da Cruz disse...

Dalinha: fiquei feliz que só caçote no brejo com essa notícia tua. E minha felicidade vai nessas décimas de presente pra você e pra todos os viventes do seu sítio: os de raiz, os de duas pernas, os de quatro pernas, os de duas asas e também os anjos que protegem sua Ipueiras querida.
****
No sertão esturricado
quando chove é uma alegria
o povo cai na folia
chorando e rindo, abestado
põe a pobreza de lado
esquece o castigo ingrato
fica feito um carrapato
grudado no pé do açude
e não tem mais quem lhe mude
essa cara de beato
***
seu apelo foi chegado
pois pediu pra São José
não esqueceu nem Tomé
o Santo desconfiado
pois José adiantado
dois dias antes da data
de 19, batata !
fez chover antes da hora
agora o milho "fulora"
São João vai chover prata !
*****
Com feijão consorciado
a fartura vai ser grande
não tem mais ninguém que ande
sem ver milho pendoado
macaxeira no cercado
vai dar pra vender na feira
acabou-se a choradeira
ninguém mais vai passar fome
pois quem tiver boca come
de não passar na porteira..

✿ chica disse...

Que lindo presente dois céus aqui trazido em poesia! beijos,tudo de bom,chica

ARFERLANDIA disse...

Não se trata de chover no molhado/ Ou dizer bem por dizer/Que neste espaço encantado/ A leitura é um prazer/seja em poemas ou prosas/Trazes a força do vento/e o perfume das rosas.

Gostei e voltarei. bj

ARFER

ARFERLANDIA disse...

Não se trata de chover no molhado/ Ou dizer bem por dizer/Que neste espaço encantado/ A leitura é um prazer/seja em poemas ou prosas/Trazes a força do vento/e o perfume das rosas.

Gostei e voltarei. bj

ARFER