Seguidores

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Feita da Costela

FEITA DA COSTELA
*
Por ser feita da costela
Retirada de Adão,
Não sou a melhor porção,
E carrego essa mazela.
De herança a sequela
De querer ser bem mandona,
Da minha casa sou dona,
Da minha estrada também,
Teimosa como ninguém
O arrojo não me abandona.
*
Versos e foto de Dalinha Catunda

Um comentário:

Ricardo- águialivre disse...

Lindo e doce poema
......................
Neste Domingo de Paz, passo para desejar um Natal muito Feliz para a administração do blogue, amigos, família, e para todos aqueles que gostam deste cantinho lindo

FELIZ NATAL