Seguidores

domingo, 2 de outubro de 2011

CAJU


CAJU
*
O caju da minha terra
Sempre encanta meu olhar.
Quando é tempo de fartura
Eu corro para apanhar.
Debaixo do cajueiro
Nem preciso de dinheiro
Quando quero me fartar.
*
Colorido e bem gostoso
É de chamar atenção.
Se o suco é refrescante
O doce é uma paixão.
Degustado ao natural
Tem um gosto especial,
Tem o sabor do sertão.
*
Com uma cachaça das boas,
Nas bodegas do sertão,
Fatiado em rodelas
É servido no balcão,
Para o cabra da peste
Que aprova o sabor agreste,
Típico de seu rincão.
*
Vermelho, bem amarelo,
E também alaranjado
Eu não dispenso um caju
Aqui em meu condado.
Minha alegria é tamanha
Se o tira-gosto é castanha,
No bom bocado ofertado.
*
Texto e foto de Dalinha Catunda
www.rosarioecordel.blogspot.com

5 comentários:

✿ chica disse...

ma fruta tão linda e saborosa que ganhou um cordel lindo assim! beijos,chica

Helinha disse...

Hummm... Que delícia!!

Lindo o cordel e a foto linda também!!

Amiga, meu filho fez um trabalho sobre cordel nesse fim de semana e é claro que utilizamos alguns seus!! rsrs... Ele amou o do cigarro!!

Beijos carinhosos!!

Licínio Filho disse...

Oi Dalinha,
dá para sentir o cheiro...rsrsrs...Adoro Caju!
Abraço.

Jorge Macedo disse...

Valeu, Dalinha! Belíssima poesia!
Menção honrosa para os versos contidos no penúltimo parágrafo!
Abraços!

Rosa Regina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.