Seguidores

domingo, 24 de novembro de 2013

NA CADÊNCIA DA PARCELA

NA CADÊNCIA DA PARCELA
DALINHA CATUNDA
Não sou mais menina
Porém sou guerreira
Às vezes faceira,
Talvez libertina
Não é minha sina
Viver sem paixão
É meu coração
Abrigo de amores
Sem medo de dores
Acolho emoção.

FRED MONTEIRO
Pois eu sou menino
Só penso besteira
E a vida inteira
perdi o meu tino
Cumpri meu destino
Me apaixonando
A cara quebrando
Mais velho hoj’estou
Meu tempo passou
E assim vou finando.

JESUS DE RITINHA DE MIÚDO
Também sou menino
Igual ao Monteiro
Inquieto, arteiro
Seguindo o destino
Homem nordestino
Criança crescida
De alma atrevida
Em plena alegria
Fazendo poesia
De bem com a vida!
*
Quero agradecer a participação de Fred e Jesus, confrades que atuam no Besta Fubana, espaço aberto para livre interação dos poetas.  

2 comentários:

Fred Monteiro da Cruz disse...

De minha parte, Dalinha, sou eu quem agradece por ter o privilégio de ser seu amigo e de ser publicado neste seu blog tão bacana!

SANTA CRUZ disse...

Dalinha: lindo Gostei tu não és mais menina mas sim um guerreira eles ainda são uns meninos crescido com corpo de homens, adorei.Parabéns aos três.
Abraços para vocês
Santa Cruz