Seguidores

terça-feira, 11 de setembro de 2018

VOO DE PRIMAVERA


VOO DE PRIMAVERA
*
Pela fresta da janela
Penetra a brisa ladina
Eriçando os meus pelos
Fresca noite setembrina
Que sopra nova quimera
Prenúncio de primavera
Surge em aura Libertina.
*
Os sonhos se fortalecem
Em meio à escuridão
Entre o cetim me revolvo
Dando asas ao coração
Vislumbro no meu anseio
O voo do pombo correio
Que não erra a direção.
*
Versos e foto de Dalinha Catunda