Seguidores

domingo, 30 de agosto de 2009

DESABAFO


Foto:numrepente.zip.net/images/lagrima23.jpg

DESABAFO

Dalinha Catunda

Estampar um sorriso no rosto,
Disfarçar nossos desgostos,
Ah! Isso sabemos fazer.

Mas, por que não chorar nossas mágoas?
Se o choro alivia a alma,
E nos devolve o prazer.

Por que esconder o pranto,
Com o canto que os males espanta,
Se lágrimas querem brotar.

Melhor que um sorriso amarelo,
É o soluço sincero,
De quem deseja chorar.

12 comentários:

Bérgson Frota disse...

Dalinha poetiza a dor como ninguém, talvez por já tê-la sentido no máximo, Desabafo é como um retrato não só de seu já refinado estilo como de seu talento em impregnar com maestria a dor em rimas. Parabéns.

Victor Gil disse...

Olá querida amiga Dalinha.
Um regresso bonito como se esperava. Depois da longa ausência no seu interior, nas suas raízes, as belas palavras que escreves, são brilho para os nossos olhos. Lindo poema. Lindo desabafo.
Beijos
Victor Gil

Ana Maria disse...

Parabéns poetisa!
Fico deslumbrada com tanta beleza encontrada aqui. Belos poemas!
Beijinhos no seu coração.

João Alberto disse...

Olá Dalinha,
Muitas vezes é facil sorrir, o sorriso se torna mais dificil na hora que temos de desabafar algo, aí é melhor chorar. Belíssimo poema.
Grande abraço.

AFRICA EM POESIA disse...

LINDO POEMA



Hoje
Dia diferente.
fui tomar posse da escola.. o novo ano aproxima-se...

um beijo e um café...

SENTO NO CAFÉ


Entro no café...
Sinto o seu aroma...
Saborei-o e sinto...
As plantações...
O bago...
A magia...
E continuo a saborear
E a sentir-me feliz...

LILI LARANJO

Tais Luso de Carvalho disse...

Que bonito isso, Dalinha! A gente sente muita verdade nesse teu pensamento. Parei pra pensar... e também acho isso! Por que não chorar? Por que esconder o pranto e mostrar só alegria? Por que a falsidade?

Ah, menina...
beijão, meu carinho
tais luso

Novembro_ disse...

Somente o choro acalma nossa alma.

Olá,

Devo dizer que amei o blog e sem duvidas amei o poema. Perfeito, Dalinha!

Eu voltarei, um beijo e ótima noite!

CESAR CRUZ disse...

Que grata surpresa achar-te, Dalinha. Achei um local para a minha dose de poesia! Poesia singela e regional... Algo de Jorge Amado, sei lá... delícia mesmo.

bj

Airton Soares disse...

Por que esconder o pranto,
Com o canto que os males espanta,
Se lágrimas querem brotar.[DALINHA]
....
Quando amanheço sem CANTO
levanto meu astral assim:
eu canto e os males espanto
para bem longe de mim [AS]

Anônimo disse...

Oi Dalinha. A lágrima e o sorriso se entrelaçam numa imagem sublime de amor, na beleza da sua poesia.
Parabéns.
Kleber Catunda.

DE-PROPOSITO disse...

De quem deseja chorar.
------------
Chorar é próprio do ser humano. Choramos de alegria, choramos de tristeza.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

Helinha disse...

Minha querida...

Infelizmente passamos boa parte do tempo escondendo mesmo nossas mágoas, com esse sorriso amarelo que vc tão bem retratou no seu texto...

Mas não podemos fazer isso sempre, porque acaba nos fazendo mal...

É preciso chorar, sim... É preciso falar com o outro quando ele nos magoar, é preciso dizer o que sentimos...

Gosto muito dos seus textos!!

Beijos!!

^^