Seguidores

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

A PALESTRA






Fotos do evento, para visualizar melhor clicar na foto.

A PALESTRA

Geralmente vou a Ipueiras para passear, porém sempre que sou convocada a participar de eventos culturais compareço com todo prazer.

Foi o que aconteceu no dia 23 de outubro na Escola de Ensino Fundamental Monsenhor Fontenele, no bairro “Vamos Ver”.

Convidada pelo Diretor José Wilson Camelo da Silva, que tem feito um ótimo trabalho junto aos seus alunos, aceitei discorrer sobre minha vida na cultura popular e os caminhos que me levaram até o mundo encantado do cordel.

A professora Erlene responsável pelo projeto, Semana do Município, orientou muito bem os alunos que graciosamente e munidos de competência fizeram uma bela apresentação, tanto lendo como declamando, textos em cordel e outras modalidades de poesias.

Entre os participantes destaco a presença dos professores: Geraldo, Adalto, Gleide , a coordenadora Neudimar e ainda o Diretor José Wilson.

Na platéia, adultos e adolescentes se misturavam. O que realmente me encantou foi o comportamento de todos que atenciosamente prestavam atenção a cada detalhe de minha exposição.

Ali não me vi como convidada especial e sim como mais uma simples ipueirense no meio de minha gente. Senti-me totalmente à vontade e prestigiada pelos que lá estiveram rindo, aplaudindo e prestando atenção a cada etapa.

O diretor José Wilson, agradeço o convite, aos professores e coordenadores quero parabenizar pela organização, e aos alunos agradeço pelo comparecimento e o comportamento impecável.

Fotos e texto de Dalinha Catunda

6 comentários:

Victor Gil disse...

Olá querida Dalinha.
Realmente aprecio a tua disponibilidade para participares neste eventos culturais. Ainda por cima, quando essas actividades tem jovens para serem apoiados.
És uma mulher de cultura, que vive com a cultura, que apoia a cultura.
O meu carinho e o meu beijo para ti.
Victor Gil

São disse...

Parabéns!

A essa disponibilidade chamo eu divulgar verdadeiramente a cultura junto aos jovens.


Tem uma hortense para a lapela deste espaço se me der o gosto de a ir buscar lá a casa.


Uma serena noite, amiga.

Vieira Calado disse...

Sempre interessantes e proveitosos,

esses encontros!

Beijinho

Tereza Mourão disse...

Querida amiga e conterranea, cada vez mais lhe admiro principalmente por nunca esquecer suas raizes e com isto, está levando os próprios jovens ipueirenses a conhecer e se interessar mais pelas tradições e a cultura de sua cidade, nossa cidade. Uma ótima sexta feira, e até breve.

João Alberto disse...

Olá Dalinha,
Qualquer coisa que esteja fazendo, por menor que seja, é um passo à frente em seu progresso. Você merece todas as homenagens dos seus conterraneos.
Grande abraço.

SAM disse...

Dalinha,

fico tão feliz em saber destas palestras por todo o significado precioso e contribuição para a educação e cultura brasileira. Minha tristeza é que não lembro de ter estudado poesia popular de cordel e nem minhas filhas. Uma lástima, porque tendo o cordel características que envolve básica e amplamente todas as disciplinas, seria não só um reforço das mesmas de modo agradável, atuando na conscientização, preservação e valorização não só da nossa cultura, mas da cultura histórica do homem e da humanidade, da sociedade em geral. Aqui teço muito pouco do muito que significa estes projetos.


Grande beijo