Seguidores

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

PARABÉNS A TODOS OS POETAS POR SEU DIA

Pôr do sol no sitio em Cachoeiras de Macacu 


POETAS


O Poeta canta a dor,

Tristezas e alegrias,

Tudo que lhe vem na alma

Transforma em poesias

E assim vai preenchendo

Com palavras suas vias.

*

Sai cantando a natureza,

E toda essa imensidão.

Canta sua terra amada

Canta o amor e a paixão.

Às vezes canta bonito

Noutras apenas grita

As dores do coração.

*

Espreita o nascer do sol,

Enamora-se da alvorada.

Tem a lua como musa,

Brilhante e prateada.

Sem uma lua bem cheia

Daquelas que encandeia

Nunca sai pra serenata.

*

Poetas são singulares,

Tem o dom da inspiração.

Encanta-me o variado,

Formato de criação.

Populares ou eruditos,

Românticos ou malditos,

Não importa a concepção.

 
Texto e foto de Dalinha Catunda
Visite também: www.cordeldesaiablogspot.com

29 comentários:

Nicole Nicolela disse...

Lindo e verdadeiro ! Amei =D

RetroMomentos disse...

Parabéns! ;)

São disse...

Muito bom!

Um abraço grande.

joaquim da rocha disse...

Parabéns pelo seu dia
Minha poetisa guia,
Você é o belo exemplo
Que através do tempo,
Sem nenhum estandarte
Continua fazendo arte.

Mgomes - Santa Cruz disse...

Dalinha; Lindissimo e verdadeiro apesar de não me considerar poeta porque não gostei demais,
Beijos
Santa Cruz

Licínio Filho disse...

Dalinha,
desejo-lhe muita inspiração para que você nos presentei com seus belos versos.
Abraço.

Efigênia Coutinho disse...

Dalinha Catunda, poetisa, creia, eu sou apaixonada pelo Cordel, ele quando a gente vai lendo, vai tomando corpo e alma de quem tão bem soube escrever,
meus cumprimentos, com admiração e encantamento,
Efigenia Coutinho

Celso Silva disse...

Belíssima homanagem! Obrigado... rs

Gleycilene disse...

Adorei. Dá uma passadinha no meu! Cheiro

Creusa Meira disse...

Amiga Dalinha, venho
Seu cantinho visitar
Trago a minha alegria
Prometo depois voltar
Fazer outros comentários
Festejar aniversários
E melhor participar

Se acaso eu demorar
Pode puxar minha orelha
Sou mais frequente no orkut
Noutro site que assemelha
Nos blogs sou inconstante
Uma mera visitante
Dessas que não emparelha

Rsrsrsss...
Beijosssssss
Creusa Meira

CARLOS VAZCONCELOS disse...

Oi, Dalinha. Há quanto tempo!
Estou sabendo da Mostra que vai acontecer em Ipu.
Comentei seu nome para o Raymundo Netto, da Secult. Ele inclusive disse que já a conhecia, dos blogues, se não me engano.
Voltarei.
Abraço.

CARLOS VAZCONCELOS disse...

Oi, Dalinha. Há quanto tempo!
Estou sabendo da Mostra que vai acontecer em Ipu.
Comentei seu nome para o Raymundo Netto, da Secult. Ele inclusive disse que já a conhecia, dos blogues, se não me engano.
Voltarei.
Abraço.

FátimA RochA disse...

Parabéns para todos os fazedores deste universo, onde o sonho é ir além do convencional.
Viva o poeta!
Viva a poesia!

Tereza Mourão disse...

Belo poema amiga e parabéns a todos os poetas, encarnados e desencarnados, brasileiros e estrangeiros. E vendo este seu poema lembrei de nosso querido amigo que o Homem lá de cima chamou, Joseph E. Sousa e aproveito para copiar esta pequena poesia que diz tudo.

Poesia
Poetas cultivam flores
num jardim imaginário,
nos mostram tantas belezas
como contas num rosário,
fazendo do coração
um sagrado santuário.
JOSEPH E SOUSA
o beija flor de Pacoti Ce.

rouxinol de Bernardim disse...

Muita verdade em tudo isto. Gostei.

Rosário Pinto disse...

Amiga,
Quelinda poesia para homenagear os poetas, me fez lembrar de tanta gente boa e talentosa como você: Nélson Mota com o seu Cantador, quando diz:
"De que vale meu pranto e eu
se há em mim uma dor qua não morreu.
Ah! se eu soubesse ao menos chorar,
cantador só sei cantar...
Sou cantador, canto a vida, canto a morte, canto o amor..."
E Geraldo Vandré com seu Canto Geral:
"Me pediram pra não falar de tristeza, pra só trazer alegria e não falar de pobreza.
Eu que não posso mentir, misturo tudo que vi: canto partindo da terra, do lugar onde nasci..."
E tantos outros mais que juntaram poesia e melodia para nos brindar com seus talentos.
Obrigada pelo lindo poema, me emocionei!!!
Bjim,
Rosário

Tais Luso disse...

Que lindo, amiga. Poeta sabe dizer as coisas, canta a vida, canta as guerras, canta alegrias e tristezas como ninguém; cada palavra tem sua melodia e seu tom. Toca fundo, talvez mais fundo dos que dizem sem a sutileza, a finura própria dos poetas.

Beijos, amiga
Tais luso

Vieira Calado disse...

É verdade, amiga!

Parece que são assim, os poetas.

Beijoca

SAM disse...

Dalinha,

´parabéns amiga por esta bela homenagem que somente uma grande poeta, como você, tem a sensibilidade e a verdade no que diz.

* Ando bastante ausente da net em geral. Mas Edison está sempre vindo no Cantinho da Dalinha. O caminho ele aprendeu e faz tempo e foi quem me indicou rsrs. Só não comenta porque diz que nunca aprende rsrs e precisa da ajuda de alguém por perto ( preguiçoso mesmo hahahaha). Esta semana ele me chamou eufórico que viu voce na TV Escola e avisou do programa. Ando tão devagar que Rosário postou antes rsrs. Nem precisa dizer da nossa satisfação!


Beijos nossos, amiga.

Valter Montani disse...

Parabéns Dalinha minha poetisa preferida do agreste.

se autorizar gostaria de reproduzir esse texto em meu blog com o link do seu.

Bom dia querida, bjs

"Na suavidade das cores e textura de uma florque com delicadeza espalha seu aroma sedutor,
manifesta-se de forma natural uma mágica belezaencontrada
igualmente nos seres plenos de amor."

Valter Montani

Ricardo Aragão disse...

HOJE, 28 DE OUTUBRO, É O DIA DE UMA POETIZA MUITO ESPECIAL. DALINHA CATUNDA! FELIZ ANIVERSÁRIO, MINHA AMIGA! CONTINUE SEMPRE NOS BRINDANDO COM SUA GENIALIDADE EM PROL DAS COISAS DE NOSSO SERTÃO E DA LITERATURA DE CORDEL!

rouxinol de Bernardim disse...

Não sabia que era hoje...Obrigado.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Oi Dalinha! como vc está?
tudo bem?

Dediquei a vc o meu post de hj!
bjos!

http://lostinjapan.portalnippon.com/2010/11/odeia-nordestinos-nem-venha-para-o.html

Chica disse...

SAUDADES DE TI!SUMIDA? tUDO BEM? BEIJOS, TUUUUUUDO DE BOM,CHICA

( O ALEXANDRE, DO JAPÃO, FEZ UMA LINDA HOMENAGEM E TE DEDICOU HOJE)

Rosário Pinto disse...

E já que os versos são de homenagem aos poetas, quero homenagear específicamente a poeta Dalinha Catunda que aniviersario em 28 de outubro:

Feliz aniversário Dalinha
28 de outubro

28 de outubro
Começando o verão
Neste dia ela faz anos
É poeta do sertão
Canta valores da terra
Otimista até na guerra
Meiga flor do sertão

Hoje é seu aniversário
Das poetas, a mais bela
Ela dança, canta, salta
De uma forma singela
O seu olhar tem o brilho
De quem traça seu trilho
Pela estrada mais bela

Fica lá em Ipueiras
A sua terra natal
Dali ninguém a tira
Ama todos sem igual
Na cacimba ou no açude
Faz parte de sua virtude
É um amor fraternal

Ela é sempre generosa
Distribui o seu amor
Almeja o crescimento
Seu incentivo é clamor
Seus amigos, os poetas
Para ela fazem festas
Agradecem com louvor

Mas também não é santinha
Se não lhe pisarem os calos
Dela terão gratidão
Merecem os seus regalos
Espalha sua alegria
Dia e noite, noite e dia
Do amor, sabe os atalhos

Neste dia importante
Grande é a comemoração
Haverá grande festança
Receberá saudação
Dos amigos mais chegados
E também dos afastados
Carinhos de coração

Aceite estas flores
Como prova de carinho
Elas são multicolores
Pra enfeitar o seu caminho

Beijinhos,
Rosário Pinto

Rosário Pinto disse...

Amigos, venho avisar, a nossa poeta Dalinha em Ipueiras está. Resolvendo alguns pepinos que apareceram por lá. Mas fiquem confiantes, ela não deixou de pesquisar.... Continua suas leituras para em seus versos aplicar. Dedico estes versinhos, para dela me lembrar. Em final deste novembro, ela irá retornar

Você que está sentindo falta
Da nossa poeta Dalinha
Calma! amigos poetas
Ela chegará agorinha
No final deste novembro
Antes que chegue dezembro
Ela chega bem mansinha

Caros amigos blogueiros
Dalinha, nossa poeta
No Ceará inda está
Não a caçar borboleta
Anda muito atarefada
Numa quizila afiada
Parecendo o capeta

No sertão daquelas bandas
Na sua bela Ipueiras
Mexeram com suas terras
Ela armou as fileiras:
-“Aqui dentro não se passa
Aqui ninguém ameaça
Não se avança porteiras”
(Maria Rosário Pinto)

Pra defender meus direitos
Amigo vou lhe contar
Não boto o galho dentro
Calada não sei ficar
Se precisar riscar a faca
Risco, pois não sou fraca
E só me desacatar
(Dalinha Catunda)

Genny Xavier disse...

Querida Dalinha,

Por onde andas?...onde estão os versos da tua alegria e sabedoria nordestina?
Quando retornará a nos presentear com tuas pérolas versificadas?
Espero que estejas bem e retorne logo.
Beijos,
Genny

São disse...

Espero que esteja tudo bem consigo.

Saudades, muitas.

Anônimo disse...

leggere l'intero blog, pretty good