Seguidores

domingo, 1 de janeiro de 2012

PALMADAS, PROCESSO E LEI


PALMADAS, PROCESSO E LEI.

*

Não tem lei e nem juiz

Em minha jurisdição

Que me impeça de agir

Conforme minha decisão.

Sendo no caso, palmadas.

Elas serão aplicadas

Como forma de lição.

*

Já criei dois filhos machos

No carão e na palmada.

Quando eu não era ouvida

Minha mão era escutada,

E garanto que deu certo

Tenho meus filhos por perto

E por eles sou amada.

*

Dos meus pais eu apanhei

O intuito era a correção.

Era menina levada

Carente de educação.

Mas apesar dos meus ais

Eu adoro os meus pais,

Rancor eu não guardo não.

*

A criança tem direitos,

E tem deveres também,

Não deve ser maltratada

Mas ter limites convém

Para repassar valores,

Não devemos ter pudores,

Nem a lei dizer amém.

*

Que venha primeiro a palavra,

Com ela venha o sermão,

Mas caso não tenha jeito,

O jeito é usar a mão

E recorrer à palmada,

Que hoje é renegada,

E outrora foi solução.

*

Foi assim que eu fui criada,

Assim meus filhos criei,

A lei por mim aplicada

Foi dos meus pais que herdei.

Aprendi a ter limite

Quando a palmada, acredite!

Era o processo e a lei.

Texto: Dalinha Catunda
Foto:barradas.comunicação.wordpress.com


12 comentários:

✿ chica disse...

Lindo cordel e acho que palmadinhas bem dadas e com motivo corretivo, ajudam nos limnites.

Não perdi pedaço nenhum e levei tantas, pois aprontei!!!

beijos,chica e lindo 2012!

Dalinha Catunda disse...

Olá Chica,
Fui a rainha da palmada, em minha casa eu era a primeira da fila e não condeno e nem deixei de amar meus pais. Também estou inteirinha.
Bjim e feliz 2012.

Vieira Calado disse...

BOM ANO DE 2012

para si e para os seus!

É a minha mensagem de hoje.

Dalinha Catunda disse...

Vieira Calado,
Obrigda pelos votos de um bom ano o mesmo desejo para você e seus familiares.
Um abraço

Rosário Pinto disse...

Amiga,
Excelente e oportunos os seus versos. Nenhum de nós é favorável à violência com crianças ou adultos. Mas nos dias de hoje está difícil criar os filhos. Há uma interferência desnecessária do poder público.
Mão de mãe, nem pés de galinha nunca mataram suas crias, nem formaram filhos agressivos e sem limites. Quando os pais não repassam limites com amor, o mundo impõe com ódio.
Parabéns pelo belo poema.
Bjs, rosário

Dalinha Catunda disse...

Olá Rosário,
Penso como você, tive meus corretivos em ritmo de palmas e nem por isso fiquei traumatizada.
Esta sim, é a verdadeira psicologia aplicada.
Beeeijos e obrigada pelo comentário

O Cercadinho disse...

Adorei o seu blog, muito interessante!!!
Visite o nosso o-cercadinho.blogspot.com, ou nos add no msn o-cercadinho@hotmail.com
Será um prazer receber você em nosso blog.
BJOS CEBOLA

Acaraú pra recordar disse...

Desde 2008 desenvolvo o resgate histórico de Acaraú-Ce através do Blog Acaraú pra recordar e comecei a me interessar por História, Literatura, Cultura, Livros, de Acaraú e também do Ceará.

Criei os Blogs Ceará de Fato e Acaraú Online onde publiquei matérias culturais, e agora resolvi resgatar o Blog Acaraú pra recordar,onde iniciou todo meu trabalho, peço a compreensão de todos os que acompanham este humilde espaço para conferirem as novas informações no blog: http://acarauprarecordar.blogspot.com/

Obrigado pela atenção

Totó Rios

Licínio Filho disse...

Oi Dalinha,
ainda em tempo...Um 2012 de muita saúde e grandes realizações para você.
A respeito das palmadas,recordo-me de uma frase muito comum aqui em Minas: "O pé da galinha não mata os pintinhos".
Abraço.

Coisinhas Daqui e Dali. disse...

Como sempre... adorei! beijos

Jadson Xavier (JATÃO) disse...

EU NÃO CONVERSO BESTEIRA
PRA NINGUEM ME ACUSAR
POR NÃO PODER DAR PALMADA
NO RABO DE QUEM PRECISAR
ESSA LEI É MUITO BESTA
E LOGO VAI SE ACABAR
SE DEPUTADO NÃO BATE
TALVEZ MANDE LOGO É MATAR

MARIANGELA FERNANDES.

Esses versos são de uma prima minha que é pedagôga e adorou suas rimas. Visite o blog dela:
naturezaeeducacao.blogspot.com

Jadson Xavier (JATÃO) disse...

EU NÃO CONVERSO BESTEIRA
PRA NINGUEM ME ACUSAR
POR NÃO PODER DAR PALMADA
NO RABO DE QUEM PRECISAR
ESSA LEI É MUITO BESTA
E LOGO VAI SE ACABAR
SE DEPUTADO NÃO BATE
TALVEZ MANDE LOGO É MATAR

MARIANGELA FERNANDES.

Esses versos são de uma prima minha que é pedagôga e adorou suas rimas. Visite o blog dela:
naturezaeeducacao.blogspot.com