Seguidores

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Mulher no cordel na novela das seis

Nezite Alencar,Dalinha Catunda, Josenir Lacerda
Bastinha Job e Dalinha
Nelcimá Morais
Anilda Figueiredo
Rosário Pinto e Dalinha
Dalinha Catunda e Ivonete Morais



CORDEL NA NOVELA
*
Hoje na televisão
Tem vez mulher e cordel.
Eu festejo este papel
Também louvo a produção
Que em sua atuação
Propaga a literatura.
As vendas, canto e leitura,
Ocupam a mesma tela
Enobrecendo a novela
Onde o cordel é cultura
Dalinha Catunda
*
E na novela das Seis
que a Rede Globo transmite
nosso cordel é elite,
Flor do Caribe deu vez,
deu voz e deu solidez
pois tem mulher cordelista
a verdadeira artista
retratada na "telinha"
atua que nem rainha
e grande protagonista
Bastinha Job
*
Só mulheres cordelistas.

3 comentários:

MANUEL GOMES disse...

Dalinha: Mais um lindo poema adorei, mulher cordel, par mim mulher são as mais belas e doces flores que vivem para nós dar muito amor e carinho, nós homens a que as vezes não sabemos, respeitar e aceitar com carinho essa amor.
Beijos
Santa Cruz

Anônimo disse...

minha resposta até que deu certo com a sua, ficou coerente. Obg e parabéns pela sua linda homenagem pra SEU ZEZÉ.

BASTINHA JOB

Fred Monteiro da Cruz disse...

Repito aqui e no Cordel de Saia o comentário que fiz no Jornal da Besta Fubana:

Apoiadíssima essa luta das mulheres para entrar (e já entraram e mostraram a que vieram) nesse mundo antes fechado, amiga Dalinha. Fechado não pelos poetas homens, claro, mas pelas convenções sociais que sempre negaram à mulher (e infelizmente ainda negam hoje em dia, em alguns setores) o papel que elas merecem ocupar. Tomo por exemplo você, que na Academia Brasileira de Literatura de Cordel tem papel destacado. Orgulho-me de ser seu parceiro em vários folhetos, assim como orgulho-me da Rosário, da Claude Bloc, mais nova parceira, e de todas as mulheres que tenho conhecido pelas estrofes publicadas nos seus blogs Cordel de Saia e Cantinho da Dalinha. Abração, parceira !