Seguidores

quarta-feira, 27 de abril de 2016

ACRÓSTICO



ACRÓSTICO
*
Da alma tiro meus versos
Adejo na poesia
Livre e sem embaraço
Imagino com alegria
Novo canto novo tema
Honrando cada poema
Amando o que a alma cria.
*
Cada verso que eu faço
Alinhavo a construção
Tento caprichar na rima
Uso a metrificação
Na estrofe construída
De maneira destemida
Assino minha invenção.
*

Versos e foto  de Dalinha Catunda

Nenhum comentário: