Seguidores

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Toque dos Digitais



Toque dos digitais
Dalinha Aragão

Estava eu tão distante,
e assim mais ficaria.
Não fosse tua habilidade,
não fosse tua magia.
A senha, sabias de cor,
faltava a digitação.
Convencida entreguei-me,
comandastes a operação.
Ao toque dos digitais,
um novo mundo se abriu.
Janela escancarada,
o gozo em pleno abril.
Onde se lia aguarde ...
Um concluído surgiu.

Poema publicado no jornal "O Povo" de Fortaleza-Ce
Imagem do: tecnologia.terra.

5 comentários:

Anônimo disse...

"Onde se lia aguarde ... Um concluído surgiu." Parabéns por nos trazer mais uma pela poesia, cheia de rimas bem encaixadas e por isso cativantes.

Bérgson Frota

Eurico de Andrade disse...

Dalinha,
Estive aqui fazendo uma visita para conhecer o seu trabalho. Voltarei outras vezes. Parabéns pelo seu conteúdo, pelo carinho e pelo capricho com que vc mostra suas idéias e seus textos.

Jean Kleber Mattos disse...

Dalinha, hoje pela manhã eu copiei esta sua página genial para o Suaveolens.Virá depois da crônica do Raymundo Netto, que ainda homenageia Fortaleza. Parabéns. Grande imaginação, malícia e criatividade. Beijos.
Jean e Heloisa

Carlinhos Medeiros disse...

Essa verve nordestina...Que beleza, Dalinha.

Abs!

Dalinha Catunda disse...

Bérgson, Eurico, Jean Kleber, Heloisa e Carlinhos.
Escrever é minha maior paixão e ter em meu blog os comentários de vocês, pessoas que também navegam com maestria nessa área me deixa muito feliz.
Meu abraço a todos,
Dalinha Catunda