Seguidores

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

PAIXÂO AGRESTE



PAIXÃO AGRESTE

Tem o sabor da terra.
Tem o calor do sertão.
Tem a firmeza agreste,
agarra touro com a mão.
Tem um punhal afiado,
que corta qualquer coração.

Na pele tostada da lida,
brota a transpiração.
No balançado da rede,
embala magia e paixão.
No arrastar do chinelo,
tira poeira do chão.

Monta cavalo arisco,
sem pena e sem perdão.
Nas rédeas mostra ao bruto,
quem domina a situação.
Assim também fez comigo,
ganhando meu coração.

Eu, arbusto ressequido,
nas caatingas do sertão,
com ele ganhei o viço.
Tive nova brotação.
Era a chuva que faltava,
pra regar minha paixão.

Foto retirada do site selec.mt.gov.br/

2 comentários:

Valter Montani disse...

Então o certo é "Avexada"
e eu aqui fazendo confusão
me desculpe minha amiga
eu conto com sua compreensão

Afinal são tantos termos
que não usados no nordeste,
que para a gente decorar
da um trabalho da peste.

Agradeço por trocar a letra
bjs e bom fim de semana.

lili laranjo disse...

porque adoro poesia adoro vir aqui...
Como


beijosfaço para vicar seguidora do blog?'