Seguidores

quarta-feira, 6 de maio de 2009

DE MÃE PARA FILHO


Imagem: 1.bp.blogspot.com/.../Menino+Jesus+e+Maria.jpg
DE MÃE PARA FILHO

Meu filho quando nasceste,
Vieste num facho de luz.
Parecia um anjo encarnado
Com ar de menino Jesus.

Abriguei-te em meus braços.
Amamentei-te com emoção.
Lágrimas de amor brotaram,
Fez festa meu coração.

És um presente divino,
Ou mesmo uma loteria.
Ao embalar-te em meus braços,
Embalo também a alegria.

Fico triste quando choras.
Alegro-me quando sorris.
Ah! Às vezes me aborreço,
Quando fazes cocô ou xixi.

Mas sou uma mãe encantada,
Com este fruto do amor,
Que veio trazendo magia,
E encheu minha vida de cor.

2 comentários:

Victor Gil disse...

Oi Dalinha.
Por poucos minutos e chegava à mesma hora em você estava ligada a postar o teu poema.
Bonito poema de uma mãe para o filho. Mas o seu já deve ser grandão. Mas para nós são sempre os nossos "putos", como aqui lhes chamamos no nosso calão.
Beijos e boa viagem, boas férias. Aproveita bem o descanso. Se não puderes comunicar lá do interior, não interessa. Ficamos com mais saudade.
Beijos
Victor Gil

bloguedomonstro disse...

Olá Dalinha querida!

Como é gostoso ouvir esse tipo de música!?
Ela nos remete aos melhores tempos de nossas vidas... tempos de poesia, tempos de ilusão, tempos de conforto, calor.
Lembranças dos tempos de infância são doces lembranças.
Eu também tinha meu radinho "motoradio" o qual vivia ao meu lado na cama... eu dormia e acordava com ele!