Seguidores

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

MULATA NO SAMBA


 Aqui minha homenagem a verdadeira sambista que nasce em comunidade e muitas vezes perde seu espaço para as celebridades que infestam o autêntico carnaval

MULATA NO SAMBA

Não sou celebridade,
Nasci em comunidade,
O samba é minha paixão.
Com o samba tenho trato
Eu danço de salto alto
Ou mesmo de pé no chão.
*
Sou cabrocha faceira,
Passista de primeira
Acompanho a evolução,
E seguindo a bateria,
Mostro minha alegria
Sambando com emoção.
*
Não sou estranha no ninho
O samba é meu caminho
Tá no sangue, tá na raça.
Sou do Rio de Janeiro
No batuque do pandeiro
Sei mostrar a minha graça.
*
Pois foi descendo ladeira
E remexendo as cadeiras
Que aprendi a sambar.
Aprendi naturalmente
O jeito malemolente
De sambar e encantar.
                                         
Texto: Dalinha Catunda
Foto retirada do Big Blog
Visite também: www.cordeldesaia.blogspot.com

5 comentários:

Shuzy disse...

Não gosto do carnaval, mas, concordo contigo. As mulatas que vivem esse espírito o ano todo perdendo seus postos para celebridades que querem apenas desfilar um silicone novo ou arrematar um belo cachê. É injusto.

Rosário Pinto disse...

Poeta bom é assim:
Do Sertão para o asfalto
Dalinha Catunda sabe
Versejar partido alto
Aqui no Rio ou no Norte
Poeta tem o seu porte
Poetar em cima do salto!
Bjs,
Rosário

Chica disse...

Lindo, apesar de e Carnaval e samba não serem minha praia,rsrs...

E tu como estás,melhor? um beijo,fica bem,chica

Genny Xavier disse...

Querida Dalinha,

É triste que seja assim...vivemos num tempo de talentos descartáveis e glammour duvidoso...há continuamente pseudos artistas que ocupam os espaços daqueles verdadeiros talentos...com o Carnaval também tem sido assim, com o samba, com as expressões populares...enfim...felizmente ainda existem aqueles que apreciam o belo e o bom.
Beijos,
Genny

Anônimo disse...

Sim concordo mulatas são o simbolo da cultura do sambista moderno, no dia atuais de hoje.