Seguidores

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

REDE NO ALPENDRE


REDE NO ALPENDRE
*
Uma rede num alpendre
E um ventinho sedutor
Vento que vem do açude
Para abanar meu calor
São delícias que desfruto
Quando estou no interior.
*
Vejo o voo das marrecas
Em bando ao entardecer
Num mágico ritual
Girando antes de descer
Para pernoitar nas águas,
Como costumam fazer.
*
No balançado da rede
No sertão é lindo ver
O fim do dia chegando
Com o sol a esmorecer,
Cedendo lugar a lua
Que não tarda a aparecer.
*
Um bando de pirilampos
Bordando a escuridão
Enriquecem o cenário,
Das noites do meu rincão
Da minha rede eu vejo
Quão mágico é meu sertão!
*
Texto e foto de Dalinha Catunda 

15 comentários:

RetroMomentos disse...

Mágico demais! Que maravilha!!! bjus

Jadson Xavier (JATÃO) disse...

EITA QUE VIDA BOA

MINHA QUERIDA DALINHA

DEITADA NESSA REDE

BEM DETARDIZINHA

QUERO QUE FELIZ SEJA

VIVENDO ESSE MOMENTO

DE GRANDE SOFRIMENTO

E DE GRANDE PELEJA


TEXTO: DO SEU AMIGO JATÃO

✿ chica disse...

Coisa boa!Que folga legal!!rs Lindo aqui! beijos,chica

Coisinhas Daqui e Dali. disse...

"Que vida boa...Oh,Oh,Oh que vida boa....sapo caiu na lagoa....♪♪♪ rsrrs!

Anônimo disse...

Parabéns Dalinha! Chega vem aquela vontade de deitar nesta rede! Agora um detalhe: Se a falha é minha, desculpe. Mas, sempre frequento o seu "cantinho poético" e não percebí o nome do JORNAL DA BESTA FUBANA. E lá, voce é uma das grandes esrelas!
Abraço carinhoso
Cardeal Jorge Macedo

Batista disse...

Minha amiga Dalinha, de volta ao seu espaço cultural. Aqui, quem visita uma vez, fica freguês! Mas olhando este paraíso, fico a pensar, Que vida boa... Era só o que eu queria, e até que tentei, porém me surrupiaram até a bomba do poço! Terminei desistindo...
Te desejo bom domingo.

Abraço.

Jorge Macedo disse...

Valeu, Dalinha! E aos admiradores do CANTINHO DA DALINHA eu informo que no JORNAL DA BESTA FUBANA ela tem uma coluna intitulada EU ACHO É POUCO que é um sucesso total!
Abraço carinhoso.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Tudo lindo e gostoso...pode ter
coisa melhor? PERFEITÍSSIMO, Dalinha!
Juro que me senti numa rede, olhando esse verde, o açude e o vento fresquinho, constante, ouvindo a poesia. Essa, é a boa vida!
Você merece!
Beijinhos!

Dalinha Catunda disse...

Queridos amigos,
Estou passando o mês de agosto no Ceará.Fico meio perdida longe do meu compuador.Minha internet aqui é super lenta fica diícil visitar os amigos, logo que eu chegue ao Rio passarei nos blogues de todos vocês. Obrigada pela visita e pelo carinho.
Beijos,
Dalinha

João Ananias disse...

Eita que vida boa Dalinha! Aproveite bem o clima, o vento e toda essa maravilha que é a vida no interior.
Grande abraço.

Anônimo disse...

Amei seu blog.Sou radialista e poetisa alagoana.Entre em contato comigo p/ favor areviana@bol.com.br ESTOU LEVANDO POEMAS SEUS P/ MEUS PROGRAMAS DE RÁDIO VIA NET

Anônimo disse...

Vc poderá me ouvir em todas as madrugadas c/ seus escritos e devidos créditos www.novonordeste.com AGUARDO SEU EMAIL? Arethuza Viana

LUCIBERG (Presente vindo da luz) disse...

EEEEita bom demais da conta!!!! Esse rincão..... vou pra lá também.... belo poema, parabéns.

AC disse...

Uma maravilha, Dalinha, você consegue transmitir esse ambiente para nós. Parabéns!

Beijo :)

. disse...

Morta de preocupada....rsrsrsr