Seguidores

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

FORRÓ DE TERREIRO


FORRÓ DE TERREIRO
*
Foi num forró de terreiro,
Que um moreno brejeiro
Arrastou-me pra dançar,
Com ele acertei o passo,
Mas me perdi em seus braços
Ao começar a bailar.
*
Firmeza tinha nas mãos
Girava que nem pião,
Eu tonta a me embriagar.
Nos braços de tal moreno,
Nem liguei para o sereno,
Que caia sem parar.
*
Dos meus pés não tive dó
Era moreno e forró
Era magia e furor.
Com ele perdi o rumo
Juntos ganhamos o mundo
Dançando a dança do amor.
*
Texto e foto de Dalinha Catunda
Visite:
www.rosarioecordel.blogspot.com

5 comentários:

✿ chica disse...

Lindo e animado forró, Dalinha!!!Adorei! beijos e já está lá! chica

Ives disse...

Olá, lindo blog Srta, se me der a honra de segui-la agradeço! Adoro forró, pena que por aqui só temos o parecido rs abraços

OvelhaTraquina disse...

Parabéns!
Lindo versos...

Dalinha Catunda disse...

Chica e Ovelha Traquina,
Obrigada pelo comentário.
Ives, é sempre um prazer renovado a cada leitor que se ganha. Fique a vontade.
Meu abraço e bom fim de semana a todos.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Isso é que FORRÓ do BOM!

Beijinhos, Dalinha
da Lúcia