Seguidores

sexta-feira, 9 de maio de 2008

MÃE SER ESPECIAL


Foto:expressoes.com.br

MÃE SER ESPECIAL

Ai como sofre sempre
Aquela mãe passarinho,
Que incentiva seu filho
A largar o próprio ninho
Ajudando-o a criar asas
Para seguir seu caminho.

Na hora que o filho voa,
Para conforto do coração,
Apossa-se de um rosário,
E vai debulhando oração
Pedindo em cada conta
Que Deus lhe dê proteção.

Mãe se compara a uma fera
Na defesa do filho querido.
È capaz de matar ou morrer
Para que ele não seja ferido.
Enquanto pode lambe a cria
Venerando o ser concebido.

Dá limite é obrigação,
De toda mãe consciente.
Mas nem sempre é assim,
Que o filho podado sente.
Mas pecar pelo excesso,
É coisa de mãe presente

Não é sempre que se tem
A exata medida na mão
Para aplicar com destreza
A necessária correção,
E se temos que pecar,
Que não seja pela omissão.

Existem mães que não têm,
Dos filhos a compreensão.
Mas ao vê-los bem sucedidos.
Conforta-lhes o coração,
Pois no íntimo elas bem sabem
Que cumpriram sua missão.

Mãe, mulher especial.
Essa é minha tradução.
Muitas vezes é severa,
Noutras é só coração,
Muitas vezes aclamadas
Noutras renegadas são.

5 comentários:

Anônimo disse...

A sensibilidade moldaram a criação deta poesia, completa, repleta de emoção e sentimentos. A alma materna está nela toda detalhada. Feliz dia das Mães Dalinha.


Bérgson Frota

António Inglês disse...

Quando um coração de mãe fala.... saem palavras carregadas de amor, uma a uma...
Espero que seu dia da Mãe tenha sido maravilhoso.
Hoje desejo-lhe um óptimo domingo.
António

PS. Não esqueci seu pedido de postar algo sobre Inês de Castro. Breve lhe farei a vontade.

Lurdinha disse...

Lindo trabalho Dalinha, nota mil.

Jean Kleber Mattos disse...

Grande produção de Dalinha neste mês da mães e mês de Maria. Um fenômeno. Muitos bons sentimentos no ar. Nossa humanidade precisa desta ternura.

Dalinha Catunda disse...

Amigos obrigada a todos pelas palavras carinhosas.
E pelos votos de feliz dia das mães.
Meu abraço a todos,
Dalinha Catunda