Seguidores

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

MANDACARU




Artigo publicado no jornal O Povo de Fortaleza-Ceará
MANDACARU
Dizem que mandacaru não dá sombra nem encosto o que indiscutivelmente é uma verdade. Mas, há de se dizer que, para uma planta do porte do mandacaru, sombra e encosto passam a ser irrelevantes diante de seu significado maior para o nordestino.

Certa vez, em tempos de chuvas escassas, presenciei um vaqueiro que atendia pelo nome de Antonio Canapum, sapecando numa fogueira pedaços de mandacaru para queimar os espinhos com finalidade de alimentar o gado. Achei muito interessante e providencial.

Depois de certo tempo aprofundando-me no assunto descobri que o mandacaru é uma ótima forragem nativa e uma boa alternativa na alimentação do gado e outros animais nos tempos de seca.

Sendo uma planta nativa que resiste a longos períodos de estiagem por acumular água em seu caule, e por isso, muito procurada, aos poucos vai sumindo do sertão. Mas o sertanejo seguindo as dicas de pesquisadores da Embrapa pode plantar o mandacaru, tê-lo com abundancia, e não é uma tarefa difícil: “Basta ter uma planta mãe, cortar os pedaços dos galhos, deixar secar de um dia para o outro, e enterrar apenas uma parte no solo”.

Se o mandacaru não tivesse nenhuma serventia, mesmo assim, seria um colírio aos olhos do Nordestino. Sua beleza incomparável atrai os olhares mais exigentes, flores lindas, frutos de um vermelho deslumbrante tudo isso agarrado a um verde mais belo ainda.

Porém, mais do que um planta o mandacaru é um monumento que se ergue naturalmente em homenagem ao Nordestino que carrega com a mesma altivez seus espinhos e suas esperanças. É a beleza rústica que desafiando a seca, aparece por entre galhos secos e retorcidos no meio de pedras, confirmando no seu verde nossa esperança e no vermelho do fruto, a paixão do nordestino pela sua terra.


Texto e imagem de Dalinha Catunda

5 comentários:

João Alberto disse...

Maravilha Dalinha! O mandacaru é uma planta muito comum na caatinga nordestina. Sempre que vejo um pé de mandacaru lembro da música Xote das Meninas, do saudoso Luiz Gonzaga. "Mandacaru quando fulora na seca é sinal que a chuva chega no sertão".
Grande abraço.

Chica disse...

Que lindo saber tudo isso!Adorei!beijos,chica

João Poeta disse...

Mandacaru. Conheco esta planta do nordeste atraves de filmes e fotografias. Agora, pude aprender mais um pouco sobre a sua utilidade para a alimentação do gado e outros animais. Além de conter água em seu caule para matar a sede do homem, é também um espetáculo da natureza, um planta de notável beleza.
Obrigado pelo aprendizado.
Um abraço
João

b disse...

Sim, sabia apenas que é uma planta da caatinga ou sertão , não sei bem.
Outro dia meu neto ouviu uma música e perguntou o que é Mandacaru e eu dei a resposta incompleta - a que eu tinha.
Agora tenho mais o que contar dele.
Algo do nordeste conheço mas é um conhecimento vindo de meu finado marido e da família dele, extensa, é claro - que vieram de João Pessoa.
Mas a cultura mesmo do nordestino sertanejo não conheço muito, apenas alguma coisa mas admiro a capacidade de transformar.
Obrigada.

Eu e Alque disse...

Olá amiga Dalinha, é sempre um prazer suas visitas e seus comentários; mas prazer maior encontro em seus textos que encheem meus olhos de vida sertaneja e meu coração de emoção.
Abraços, Cris!