Seguidores

terça-feira, 8 de junho de 2010

FICAR E NAMORAR



FICAR E NAMORAR
*
Esta onda de Ficar
Ainda não assimilei.
A conquista me atraía
De caça me disfarcei,
Para ficar bem na mira,
Daquele que namorei.
*
Se flertar saiu de moda,
Imagine então namorar!
A onda agora é outra,
Nem precisa paquerar,
Basta apenas chegar junto
E rolando um clima, ficar!
*
Confesso sinto saudades,
Dos antigos rituais.
Um bilhete, uma rosa,
E as juras dos casais,
Beijos e rostos corados,
Que hoje não se vê mais.
*
Flerte, namoro, noivado,
Já deu o que tinha que dar.
A graça dos velhos namoros
São histórias a se contar.
Diz-me os novos tempos,
Que o lance mesmo, é ficar!
*
Mas quem um dia ouviu,
Uma serenata de amor.
No meio da madrugada,
Na voz de um trovador.
Dispensa o verbo ficar,
Para apostar no amor!

Neste poema quero homenagear os namorados de todos os seguimentos, desde os românticos aos mais modernos. 12 de junho dia dedicado aos namorados

Texto: Dalinha Catunda
Foto:cifrantiga.wordpress.com
VISITEM TAMBÉM: www.cordeldesaia.blogspot.com

9 comentários:

Valter Montani disse...

Minha Amiga Dalinha,

Dia 12 é o dia dos namorados, então em comemoração deixo aqui minha marca, bjs e felicidades sempre!

AMOR CÓSMICO

Seu corpo assim, junto ao meu
um idílio de conveniências,
enigma repleto de emoções.

Duas naves movidas a cinestesia
através de outras dimensões,
muito além da simples anatomia.

Rumamos à galáxia do estro,
nessa deliciosa jornada esotérica
um amor em cósmico manifesto.

Valter Montani

Chica disse...

Lindae sempre muito inspirada, trazendo maravilhas que saem do teu olhar pelo mundo!beijos,chica

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Lurdesamiga

Abandonaste-me Estou triste. Amigas como tu fazem, fazem-ME falta, para matarem as saudades.

A grande Amália ccantava assim num dos seu fados mais conhecidos:

«Não sei por que te foste embora.
Não sei que mal te fiz, que importa,
só sei que o dia corre e àquela hora,
não sei por que não vens bater-me à porta...»

É isto, também me pergunto se te fiz mal?

Qjs

Suely Criações Artesanais disse...

Oi Dalinha;
Obrigada pela visita e mais ainda por me permitir conhecer seu cantinho tão especial!
Amei seus versos sua poesia que Dom maravilhoso,coisa de Deus!Parabéns!
Sei que namoro como antigamente é raro, mas acredite vive toda esta emoção vendo minha filha Yara,
namorar ,noivar e se casar nos moldes antigos,como convem,pois aqui em casa é assim que as coisas são.
Amei conhecer Ipueiras,que lindo por de sol!
Vou passar sempre por aqui pois amo poesia,literatura é uma paixâo.
Um abraço:
Suely

Valéria Sorohan disse...

A conquista, o flerte, o namoro. Tempos bons.

BeijooO'

José Ramón disse...

María de Lourdes Lindas palabras

Un cordial saludo de…


Abstracción textos y Reflexión.

AFRICA EM POESIA disse...

Minha querida
Vim fazer visita e dizer que gosto de estar aqui... e de a ver no meu cantinho... pois o meu carinho é especial pois foste mesmo das primeiras pessoas que entrou na minha áfrica em Poesia.
Um beijinho e...


GENTE



Sentir que sou Gente...
Sentir...
Que os meus olhos brilham contigo...
Sentir...
Que o meu coração ama também...

Eu danço, a dança da vida...
Porque a vida é linda...
E o amor também...

E sinto no meu peito...
Que ser livre...
É ser... Gente...


Eu vou dançar...
Eu vou amar...
E vou rodopiar...

E sentir que esta dança...
Não foi em vão...
Porque afinal...
Sou mesmo Gente!...




LILI LARANJO

Santa Cruz disse...

Dalinha: Lindo Poema como é tão bom namorar, é o amor que fala sempre mais alto, eu ja namoro a trinta e oito anos é uma doçura namorar e apaixanarmo-nos por quem amamos. quero dizer que a foto que agora aparece no meu perfil foi tirado no dia do lançamento do meu livro de poesia.
Um beijo
Santa Cruz

João Poeta disse...

Oi, Dalinha, a sua poesia me despertou muita saudade. Que pena que esteja tudo mudado... se foi para melhor eu tenho as minhas dúvidas.
Um abraço.
João