Seguidores

segunda-feira, 14 de junho de 2010

NOSSO VELHO SÃO JOÃO


Essa é a galera do Corte Branco - Ipueiras -Ce que dança a autêntica quadrilha nordestina no chão de terra, numa latada coberta com palha, descalço, vestindo chita e com grande animação.Parabéns! meninada, por seguir a tradição.

NOSSO VELHO SÃO JOÃO

Ipueiras velha querida,
Quanta coisa ficou pra trás...
As fogueiras de São João,
Como era, já não se faz.
Mas a saudade no peito,
Teu povo ainda traz.
*
Em cada casa ardia,
A chama da tradição.
Fagulhas voavam ao vento,
Aumentando a animação.
Era um encanto pros olhos,
Labaredas em ascensão!
*
Mesa farta na calçada,
Fazendo jus a colheita.
Macaxeira e batata doce,
A dona de casa ajeita,
Com milho canjica e pamonha,
A mesa fica perfeita!
*
Meninos bebendo aluá,
Adultos bebendo quentão.
Não faltava pé-de-moleque,
Nem tão pouco animação.
O traque corria solto,
Pipocando pelo chão.
*
Parece que estou vendo...
Vem à tona o pensamento.
Santú trazendo lenha,
No lombo do seu jumento,
Pra fogueira de Espedito,
E também do Zeca Bento.
*
Na casa do Zeca Bento,
Seu Davi armava a fogueira.
Mas na casa do Espedito,
Do seu Manuel era a trabalheira.
A meninada ajudava!
Eita saudosa ipueiras...
*
As quadrilhas? Nem se fala!
Eram singelas e bonitas.
Rapazes amatutados,
Moças vestindo chita.
Cabelos longos trançados,
Nas tranças laços de fita.
*
Quem quiser saltar fogueira!
Quem quiser fazer simpatia!
Não se esqueça do passado.
Não se esqueça da magia.
Tente olhar sem medo,
Seu rosto numa bacia.
*
Seja compadre ou comadre,
Brincando de passar fogo.
Volte a se encantar,
Entre de novo no jogo
Junte o passado ao presente,
Escreva a história de um povo.

Texto e foto de Dalinha Catunda

14 comentários:

Valvesta disse...

Olá, vim te convidar a conhecer meu blog hanukká,http://hanukkakalado.blogspot.com/.
Ficarei feliz com sua visita, e com certeza vc irá gostar, beijos no coração.
************************
Cristo é superior aos anjos
4 feito tanto mais excelente do que os anjos,
quanto herdou mais excelente nome do que eles.
5 Porque a qual dos anjos disse jamais:
Tu és meu Filho, hoje te gerei?
E outra vez: Eu lhe serei por Pai, e ele me será por Filho?
6 E, quando outra vez introduz no mundo o Primogênito,
diz: E todos os anjos de Deus o adorem.
7 E, quanto aos anjos, diz:
O que de seus anjos faz ventos e de seus ministros,
labareda de fogo.
8 Mas, do Filho, diz: Ó Deus,
o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos,
cetro de eqüidade é o cetro do teu reino.
9 Amaste a justiça e aborreceste a iniqüidade;
por isso, Deus, o teu Deus,
te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros.
10 E: Tu, Senhor, no princípio,
fundaste a terra, e os céus são obra de tuas mãos;

Linda noite.

Valvesta disse...

Olá, vim te convidar a conhecer meu blog hanukká,http://hanukkakalado.blogspot.com/.
Ficarei feliz com sua visita, e com certeza vc irá gostar, beijos no coração.
************************
Cristo é superior aos anjos
4 feito tanto mais excelente do que os anjos,
quanto herdou mais excelente nome do que eles.
5 Porque a qual dos anjos disse jamais:
Tu és meu Filho, hoje te gerei?
E outra vez: Eu lhe serei por Pai, e ele me será por Filho?
6 E, quando outra vez introduz no mundo o Primogênito,
diz: E todos os anjos de Deus o adorem.
7 E, quanto aos anjos, diz:
O que de seus anjos faz ventos e de seus ministros,
labareda de fogo.
8 Mas, do Filho, diz: Ó Deus,
o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos,
cetro de eqüidade é o cetro do teu reino.
9 Amaste a justiça e aborreceste a iniqüidade;
por isso, Deus, o teu Deus,
te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros.
10 E: Tu, Senhor, no princípio,
fundaste a terra, e os céus são obra de tuas mãos;

Linda noite.

Santa Cruz disse...

Dalinha: Lindo poema, mas as tradições vão desaparecendo, cá no Porto ainda se fazem grandes festas ao S. João é toda a noite, quadrinhas bailes por toda a cidade, marchas de S. João, como também em Lisboa fazem a festa ao Sto António são tradição ainda muito vivas.
Um beijo
Santa Cruz

rouxinol de Bernardim disse...

Olá Dalinha!

Foto e texto a condizer com a festa.

Mil parabéns.

Tereza Mourão disse...

Que lindo amiga, adorei! Só assim dar para recordar as festas juninas de nossa época que deixou saudades. Nós éramos feliz e não sabiamos, esta é que é a verdade.Neste domingo, deverei está a viajar para Pirinópolis/Go e dia 23/6 tem uma linda festa junina para participar. Aproveito este seu espaço para convidar seus amigos que tenham orkut, para me adcionar,´´e só procurar por Tereza Mourão. Boa torcida pelo nosso Brasil e até breve.

Pedro Monteiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Monteiro disse...

Quando vejo esta amiga em ação
Escrevendo em prosa e poesia,
Enchendo-me o peito de alegria
Vibrando minh’alma de emoção,
É tamanha a minha satisfação.
E assim, eu confesso, não invento!
Busco luz, utilizo um argumento,
Pego a minha caneta e um papel
E faço pose de vate menestrel,
Dando vida a um fértil pensamento.

João Alberto disse...

Olá Dalinha,
Belas recordações. Há muito tempo não ouvia falar na saborosa bebida que é o aluá. Na realidade as velhas tradições vão se modernizando e cada geração sempre acha que os melhores momentos foram aqueles por elas vividos.
Grande abraço.

São disse...

Gostei muito deste seu post.

Um abraço grande.

SAM disse...

Querida amiga Dalinha,

fiquei emocionada, amiga. Lindo demais! São João é meu santinho casamenteiro. Entrei na magia do amor numa noite de São João. Magia esta que até hoje me mantem encantada pelo amor ao meu marido e pela paixão que nutro pela cultura nordestina, que conheci através dele. Parabéns e obrigada por este momento de bela e amorosa leitura.

Amiga, estou em João Pessoa e retornamos no domingo. Não poderei estar ppresente nesta plenária que vai ser maravilhosa. Transmita nosso abraço a Maria do Rosário.

Beijos nossos.

joaquim da rocha disse...

Minha amiga Dalinha, você é mesmo genial, faz poesias com qualquer tema, tudo pra você serve de inspiração. Agora mesmo estava lendo "O HOMEM QUE PERDEU A ROLA", Só alguem com tanta genialidade com você tem o dom de contar em poesias até as mais simples historinhas de sua. Parabens minha cordelista de saia, você está provando qúe deste assunto mulher entende mesmo mais do que homem. Faz mal não, estes bestas tem que aprederem a deixar de serem machistas.

joaquim da rocha disse...

Minha amiga Dalinha, você é mesmo genial, faz poesias com qualquer tema, tudo pra você serve de inspiração. Agora mesmo estava lendo "O HOMEM QUE PERDEU A ROLA", Só alguem com tanta genialidade com você tem o dom de contar em poesias até as mais simples historinhas de sua. Parabens minha cordelista de saia, você está provando qúe deste assunto mulher entende mesmo mais do que homem. Faz mal não, estes bestas tem que aprederem a deixar de serem machistas.

Vieira Calado disse...

O São João não é só no Porto.

Aqui também se comemora!

Bom fim de semana.

Beijoca

Coisinhas Daqui e Dali. disse...

Concordo com tudo Dalinha...
Tradição no São João faz falta...bjs