Seguidores

quinta-feira, 18 de julho de 2013

VIDA PALPÁVEL

VIDA PALPÁVEL
*
O que será de verdade
Este mundo virtual
Onde amizade irreal
Prolifera em quantidade
E a concreta amizade
Transforma-se em ilusão
Vislumbro alienação
Quando o vício é voraz
E em sua bagagem traz
Um mundo de solidão.
*
Eu quero ver a paixão
Dentro do seu olhar
Eu quero sentir palpitar
No peito meu coração
Quero a magia da mão
Inquieta e buliçosa
O suspiro de quem goza
E gosta do visceral
É neste estágio real
Que fomento a emoção.
*
Ilustração retirada da internet, versos de Dalinha Catunda

2 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Bom dia,
Gostei muito do poema.. realista!

Beijo
Bom fim de semana
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ricardo- águialivre disse...

Simplesmente espectacular

Adorei ler...Maravilhoso poema

Fique feliz