Seguidores

domingo, 20 de março de 2011

MARIA DO CAPITÃO


MARIA DO CAPITÃO
*
Salve Maria Bonita
Maria do capitão.
Mulher forte destemida
Que viveu sua paixão
Nos braços d’um cangaceiro
Que não tinha paradeiro
Mas roubou seu coração
*
Salve Maria Bonita
Que pegou sua estrada
Seguindo seu coração
Apenas ele e mais nada.
Os passos de Virgulino
Era mesmo seu destino
Estava determinada.
*
Salve Maria Bonita
E salve sua decisão.
Preferiu correr perigo
Preferiu viver paixão
Fugiu da vida pacata
Por não querer ser ingrata
E magoar seu coração.
*
Salve Maria Bonita
Maria do lampião
Companheira tão fiel
Do famoso Capitão.
Ao lado de seu amante
Levando vida errante
Fez história no sertão.
*
Salve Maria bonita
Que na história ficou.
Dou vivas ao centenário
Da mulher que se rebelou
Para viver sua opção
Sem ligar para o padrão
Que a sociedade ditou.
*
 Texto de: Dalinha Catunda
Foto: Retirada da Internet
Visite também: www.cordeldesaia.blogspot.com

6 comentários:

Tais Luso disse...

MULHER VIRTUAL

Você mulher
Atrás da telinha
Amiga internauta
Mulher menina
Menina mulher
Olhos atentos dedos tão ágeis
Sonhos bonitos
formas virtuais
Te leio e compreendo
Te escrevo o que sou
Te creio especial, alegre e feliz
Mulher de todas as formas
Bonita sensual
Mulher tão perfeita
De um mundo irreal
Mulher sem nome
Sem rosto
Que no teclado se expõe
Te recria
Recomeça e renasce
Todo o dia
Em nova fantasia.

(Elizabeth Kaél)

Um grande abraço pelo Dia do Blogueiro!

Tais Luso

Fatita Vieira disse...

Dalinha,

É um prazer para mim divulgar coisas boas, ainda mais sendo de mulheres.

Publicarei mais coisas da sua lavra!

Beijos!

chica disse...

Maravilha mais uma vez esse cordel por aqui,Dalinha! Adorei tua interação, já no lugar!beijos, ótima semana!chica

Mgomes - Santa Cruz disse...

Dalinha: Mais um lindo poema e uma autentica homenagem a mulher, elas são as flores mais belas do mundo, por isso a que eu tenho o meu eterno jardim cheio de belas flores.
Beijos
Santa Cruz

João Ananias disse...

Maria Bonita foi uma mulher arretada, mulher guerreira que teve a coragem de enfrentar a vida sem medo dentro do cangaço. Bela homenagem Dalinha, seus versos são encantadores.
Forte abraço.

Louise Carvalho disse...

Olá Dalinha estava procurando um Cordel para postar em meu blog e no blog mundo cordel achei este, e como achei interessante e de boa qualidade acabei copiando e colando no meu,mas lógico que coloquei seu nome como autora, espero não ter problema,qualquer coisa é só deixar recado no meu que retiro a postagem http://louisecarvalho.blogspot.com/
Grata
Louise