Seguidores

terça-feira, 26 de abril de 2011

UM RIO DE ÀGUA


UM RIO DE ÀGUA
*
O Céu todo escureceu
A chuva grossa caiu
O transito paralisado
Meu olhar atento viu
Nosso Rio de Janeiro
Em água se consumiu.
*
A correnteza nas ruas
Atraiam a atenção.
O relâmpago riscava
E pipocava o trovão
Desligando num estalo,
Computador, televisão.
*
E num engarrafamento,
Parte da população,
Ficou mesmo à deriva
Que sinistra situação,
Boiando dentro de carros
Sem chance de reação.
*
Duas horas da manhã
Em cima do elevado,
A chuva ainda caia
E no transito parado
Sofria o trabalhador
Encurralado e cansado.
*
Nosso Rio de Janeiro,
Padece com temporais.
E na hora do aperto
É o povão quem sofre mais
Mas não vejo solução,
Só manchetes em jornais.
*
As olimpíadas vêm aí
E eu só queria saber
Se cair um temporal
O que vai acontecer!
Pois sei que o maracanã,
Com certeza vai encher.
*
Texto e foto de Dalinha Catunda
Visite também: www.cantinhodadalinha.blogspot.com
www.rosarioecordel.blogspot.com

7 comentários:

✿ chica disse...

Incrível mesmo.Não dão um jeito nas coisas.Pensam apenas no que aparece e nos esgotos e resto, nada.Esperam acontecer.

Aqui no Sul é igual.E pensam na COPA!!! Pode? nem aeroporto que funcione bem temos...Tudo uma droga! Isso é BRASIL!!! Lindo grito teu!beijos,chica

RetroMomentos disse...

Que dom maravilhoso vc tem! Incrível! Bjs

Shuzy disse...

Tua escrita é linda... Mas, essa situação - lamentável!

Tereza Mourão disse...

Amiga, quando soube desta chuvarada no RJ, lembrei de vc e pensei: A nossa poetisa cearense das ipueiras, com certeza fará um belo poema sobre o acontecido, com sua maneira bem peculiar e única. Gostei de seu grito, e o que me preocupa com tanta chuva descontrolada neste nosso Brasil, é com a Copa. Não acho que nosso País esteja preparado para tamanho evento, e vou torcer para que a abertura não seja aqui em Brasilia.Se me permitir vou colocar este seu poema no grupo Contos de Outono no facebook, que é criação do escritor Ruy Camara.
Bjos no seu coração e até breve.

Dalinha Catunda disse...

Olá amigas,
Chica, Ângela e Shuzy obrigada pela visita e pelos comentários.
Olá Terezinha,
Você pode sempre pescar texto aqui no meu cantinho e postar em blogs de amigos.Obrigada pelo carinho e o comentário
Um abraço,
Dalinha

João Ananias disse...

Olá Dalinha,
Quando a força da natureza se manifesta os resultados são arrasadores. É lamentável a situação da Cidade Maravilhosa.
Grande abraço.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Enfrentei muitas enchentes, no Rio,
trabalhava na Urca, morando no Flamengo... levava horas e horas num dia assim, para ir de um lugar a outro.
Perfeita, a poesia...
Beijos, amiga