Seguidores

domingo, 10 de junho de 2012

BRIGUEI COM SANTO ANTÔNIO


BRIGUEI COM SANTO ANTÔNIO
*
A Santo Antônio Pedi
Com fé um bom casamento.
Parece que meu pedido
Caiu no esquecimento.
O desatento do Santo
Se lixou para o meu pranto
Nem ligou pro meu tormento.
*
Minha raiva foi crescendo
Do santo casamenteiro.
Cheguei mesmo a insultar
Xingando de embusteiro.
Se Santo Antônio Soubesse
O tanto que fiz de prece...
Me atenderia primeiro!
*
O tempo foi se passando
Eu ficando no caritó...
O Santinho do pau oco,
Não tinha um pingo de dó!
Cometi um desatino
Roubei do Santo o menino
E ele também ficou só.
*
Agora perdi a pressa
E também a esperança
Santo que não me atende
Eu não faço mais cobrança
Esse é meu procedimento:
Eu fico sem casamento
E ele fica sem criança!
*
Texto de Dalinha Catunda
Foto retirada do blog hippopotamo.blogspot

5 comentários:

✿ chica disse...

rsssss...Tu és demais!!Lindo! beijos,chica

Nelcima De Morais disse...

Amei! bjos!

Dalinha Catunda disse...

Olá Chica,
Obrigada por passar por aqui e deixar se comentário.
Bjs

Dalinha Catunda disse...

Oi Nelcimá,
Que bom que você gostou!!!
Bjim!

Fred Monteiro da Cruz disse...

Dalinha,tiro o chapéu
Agradecendo o presente
e fico muito contente
foi como um favo de mel
a coleção de cordel
vai ser meu guia de mesa
pois eu já tenho certeza
você é mestra no assunto
eu nunca vou chegar junto
dessa sua natureza

Eu agradeço igualmente
a gravura bem traçada
você é predestinada
uma artista inteligente
que não tem correspondente
em muito lugar de fama
e chega sem fazer drama
vai dando logo o recado
deixando o povo encantado
pois todo mundo lhe ama