Seguidores

terça-feira, 13 de abril de 2010


MEU JEITO AGRESTE
.
Não nasci de sete meses,
Não sou mulher assustada.
Nunca fui guia de cego
Mas sou bem desaforada.
O meu nome é Dalinha,
Outro melhor não tinha
Para eu ser retratada.
.
Não sou de dizer amém
Cabeça não sei baixar.
Tenho nariz empinado
Não sou de me rebaixar.
Tenho cabelos na venta
Meu pirão é com pimenta
Que arde de transpirar.
.
Nasci no meu Ceará
O meu chão é Ipueiras.
Adoro o meu Nordeste.
Sou da ala das guerreiras.
Preservo meu ar agreste,
Já peguei cabra da peste,
E nele botei coleiras.
.
Quem quiser me seguir
Que acompanhe meu passo.
Nem devagar nem ligeiro,
Pois tenho o meu compasso.
Aprendi lá no sertão,
A pisar em qualquer chão
Nem fico nem ultrapasso.
.
Sou abelha Dalinha,
Doce e de amargar.
Se hoje oferto mel
Também posso ferroar.
Meu mel e meu ferrão,
Conforme a situação
Sou obrigada a usar.
.
Gosto de ser instintiva
Não queira me adestrar.
Este meu jeito agreste
Trouxe do meu Ceará.
Tenho lá minha doçura
Mas só mostro ternura
Se de fato me encantar.

.
Texto de Dalinha Catunda
Foto de Dalinha Catunda na sua casa em Ipueiras-Ce

29 comentários:

Valdecy Alves disse...

Dalinha, meus parabéns
pela tua poesia
ela mostra que tu tens
inspiração, ousadia

Visite a página cultural do meu blog: www.valdecyalves.blogspot.com

Siga-me no facebook, lá temos grupos de desafio virtual, vc pode aocmpanhar e participar

Chica disse...

Linda poesia e foto.Adorei! Parabéns!beijos,tudo de bom,chica

CESAR CRUZ disse...

Êta, Porra! Adorei!

bjão paulista
Cesar

Ricardo Aragão disse...

Dalinha tu és danada
Do Aragão és oriunda
Ferroada ou adoçante
Tens tanto que até abunda
És a filha do Expedito
Falo claro, explicito
Isto é Dalinha Catunda!

A Dalinha meiga e doce
E também a destemida
Todas numa só pessoa
Comportada ou atrevida
Falo da minha madrinha
Dessa inspirada Dalinha
Parenta, amiga querida

Parabéns pelas setilhas
Do seu jeito do agreste
Dizendo dessa Dalinha
Que não é cabra da peste
Mas cordelista arretada
Igual essa, tem é nada
Se duvida, faça um teste

Ricardo Aragão
Ipu(CE)

João Alberto disse...

Dalinha mulher guerreira
Poeta de grande inspiração.
Destemida e corajosa
Pois vem lá do sertão.
És Dalinha de Ipueiras,
Da família Aragão.

Grande abraço.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Lurdinhas

Gosto de ser instintivo
Não me queiras adestrar.
Este meu jeito agreste
Trouxe duma linda Goa.
Terra de grande doçura
Pela qual tenho ternura
Mesmo longe, é de encantar.

Desculpa, querida Amiga, o plágio parvo, ams gostei tanto dos teus versos que não me contive e... estraguei-os.

Quando vais lá à Travessa para cumentar, com o, os textículos que tenho vindo a publicar sobre Gora & outar Indias?

Espero, como sempre, por ti

Qjs

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

... E uma adenda: a foto e a pose são explêndidas. Já eu não posso dizer o mesmo de mim, gordo assumido e desbragado...

+qjs

Valter Montani disse...

Dalinha,
Bela poesia, bela atitude, com maestria descreveu essa mulher guerreira que reside dentro da grande amiga escritora. meus parabéns, sucesso sempre. bjs

Rosário Pinto disse...

Dalinha, é na leitura de seus versos que me inspiro, você nos mostra o que mais a caracteriza poeticamente – versatilidade na criação temática, na arte da composição, da rima e da estruturação das orações. Seus versos fluem, com o humor, que lhe é peculiar. Sua coragem e generosidade são contagiantes, nos anima na busca de novos caminhos. Por esta razão me atrevo a dizer: Dalinha Catunda é o que os grandes menestréis identificam como poeta “musa cheia”.
Beijão,
Rosário Pinto

Felipe disse...

Bravo! Conterrânea!

AFRICA EM POESIA disse...

DALINHA

Passei no teu canto porque...senti saudades.

Um beijo

SAM disse...

Dalinha,

eu sigo sem me assustar! Hahahahaah. Belíssimo e belíssima amiga. Parabéns também a Fortaleza que aniversariou ontem!!!

* Vou falar com Edison! Oxalá possamos ir! É sempre um enorme prazer e alegria. Obrigada por me avisar, Dalinha!

Beijos, com carinho.

Úrsula Avner disse...

Oi Dalinha, amei seu texto poético ! Muito expressivo, com rimas cadenciadas e melodiosas e com um toque especial de humor, numa abordagem lúdica e criativa... Bj com carinho e obrigada por sua amável visita e comentário lá no Gotinhas.

Edu Leon disse...

A mulhé é erretada do Nordeste.
Abrçs. Dalinha.
Edu Leon

Alvaro Oliveira disse...

Olá Dalinha

Passe em meu blog para receber o meu premio TALENTO POETICO, que está na barra lateral.

Por não conseguir ler, não faço comentário amiga.

Beijos

Alvaro

Teresa Cristina flordecaju disse...

Oi, Dalinha! Tudo maravilhosos por aqui! Um cheiro, nordestina danada! (somos duas)

sun disse...

simplesmente agreste.......só podia ser (1957).......gostei...bj
sunshine

poetaeusou . . . disse...

*
gostei do Blog,
,
exalas encanto
a saber ao teu canto !
,
conchinhas floridas,
deixo,
,
*

José Ramón disse...

Maria de Lourdes Obrigado por visitar Criatividade e imaginação de José Ramon e fotos para o seu feedback. Você tem um blogs interessantes. Cumprimentos

Coisinhas Daqui e Dali. disse...

É assim...no Nordeste tem mulheres fortes e cheia de garra!!
Adorei a foto...bjs

Pedro Monteiro disse...

Dalinha você é arte
Que a natureza moldou,
Com rimas e poesias
No coração não faltou,
Maravilhas do encanto
Que mão divina criou.

rouxinol de Bernardim disse...

Olá Dalinha!

Continua com a mesma vivacidade e sente-se o aroma da qualidade!

Parabéns!

João Poeta disse...

Dalinha, uma doce pessoa
Da qual não conheço outra coisa
A não ser a doçura do mel
Que retratas em seus versos
A onde encontrar um papel...
Lhe vejo naquela varanda
Aberta para o sertão
E me dá uma vontade danada
De pisar aquele chão...
Mas se não posso, me conforto
Canto e toco o meu violão!
Um abração.
João

奇濛子情趣用品 disse...

G點專區,情趣按摩棒,逼真按摩棒,
數位微調按摩棒,IC控制按摩棒,
變頻跳蛋 ,調情跳蛋
,無線跳蛋 ,飛機杯系列
,男用小型自慰套 ,

男用中型自慰套 ,夢幻充氣娃娃
,男性性感內褲,電動往復式自慰器
,男用大型真人比例倒模 ,角色扮演,
性感睡衣 ,性感內衣褲,


性感女內褲 ,性感貓裝及吊帶襪
,歐蒂莉亞性感系列 ,男女穿戴系列用品
,男女共用情趣娃娃,
潤滑液 ,情趣聖品(威而柔)

震動套環 ,男用強精長軟質套,
男用強精短軟質套 ,後庭區
,SM道具 ,真空吸引器
,芳香精油 ,情趣禮物玩具

Pedro Monteiro disse...

Neste agreste tem doçura.
Não venha dizer que não!
E eu que apareço aqui
Por minha satisfação,
Confesso meu embaraço,
Porém lhe deixo um abraço
Do fundo do coração.

Eu e Alque disse...

Olá amiga Dalinha, sempre que venho visitar seu cantinho, fico a deslumbrar suas palavras em rimas; e hoje aqui ao passar encontrei muito de você ou melhor "Seu jeito agreste de ser", parabéns por tão bela descrição!! Ah, Alque achou que você apesar de morar fora do nosso Ceará, consegue manter suas raízes nordestinas e isso é maravilhoso!
Abraços, Cris e Alque!

Pedro Monteiro disse...

Tem o Ceará ditoso
Bonitas redes e rendas,
Espaços para deitar-me
Em usufruto das prendas,
Por dádivas da natureza
Tens as lindas oferendas.

alan disse...

Alem de Talentosa, você é muito bonita . Parabens , um abraço . Alex. de Belo Horizonte.
alexmontanha@yahoo.com.br

Meg Mamede disse...

Oi Dalinha,

Cheguei aqui por acaso e creio que é pra ficar. (até rimou, risos) adorei seus poemas e sua força! Parabéns.