Seguidores

quinta-feira, 8 de março de 2012

CANTO DE MULHER



 CANTO DE MULHER
*
ANILDA FIGUEIREDO E DALINHA CATUNDA
*
Dalinha, você é quente
digo sem pedir segredo
poetisa que não cansa
deita tarde, acorda cedo
aceite, de coração,
um abraço bem grandão
de Anilda Figueiredo.
*
Anilda se sou tão quente,
A tua quentura abunda.
Sei que não vais esfriar
Nem estando moribunda.
E sem nenhum embaraço
Aceito, sim, seu abraço,
Beijos, Dalinha Catunda.
*
Meu abraço e minhas rosas a todas as mulheres neste dia dedicado a todas elas.
Foto de Dalinha Catunda
Texto de Dalinha e Anilda

3 comentários:

Gracita disse...

oi Dalinha,
Vim te trazer um carinho e me deparo com esta belíssima homenagem.Obrigada
Mas aqui está... não tão belo como o seu mas é de coração.

Parabéns pra você ... MULHER guerreira, doce e delicada neste dia especial dedicado a ti por seres a obra prima do criador.
Um super beijo,
Gracita

Dalinha Catunda disse...

Querida Gracita,
Obrigada por aparecer sempre por aqui,
obrigada pelo carinho, pelas doces palavras.
Sei que todo dia é nosso dia, mas hoje também lhe mando meu beijo e meu abraço.
Dalinha

Rosário Pinto disse...

Cara poetas Dalinha e Anilda,

Mulheres como vocês
Com verso tão delicado
Engradecem o certame
Em comentário abonado.
O poeta de estírpe,
Deixa aqui o seu palpite
Sempre muito acalorado
(Rosário Pinto)
Bjão