Seguidores

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

A Mulher no II Encontro de Cordel em Brasília


A MULHER NO II ENCONTRO NORDESTINO DE CORDEL EM BRASÍLIA

Sempre fui apaixonada por cordel, de tanto ouvir e ler, acabei entrando nesta roda onde a poesia popular faz sua festa.

Deliciava-me com as histórias de princesas, me arrepiava com as histórias do cangaço e me encantavam as narrativas engraçadas.

Vivi eternamente debruçada na janela que dava vista para o cordel. Hoje é um prazer imenso fazer parte desta paisagem, ser espiada, ser vista e de certa forma reconhecida.

Já participei da FLIT- Feira Literária Internacional do Tocantins e participarei do II Encontro Nordestino de Cordel em Brasília, o que me deixa radiante, não apenas por mim, mas pelas mulheres cordelistas que são muitas e ainda não tem um espaço significante nestes eventos.

O certo é que estarei em Brasília neste II encontro que discutirá a Literatura de Cordel e seus caminhos. Estarei atenta as propostas e resoluções.

Texto e Foto de Dalinha Catunda

3 comentários:

Anônimo disse...

Torco por ti. Apesar de conviver fora do Brasil por quase 25 anos, recordo me do quanto meu falecido pai curtia as poesias de cordel. Infelizmente o meu portugues ja nao e tao
legivel como no passado. Boa sorte.

silvioafonso disse...

.



Desconfie do palhaço, mas
não vire as costas às ver-
dades do poeta.

Hoje, no meu blog.

Beijos,

silvioafonso








.

Tais Luso disse...

Dalinha, pra mim, você é a rainha do cordel! Adoro ler seus versos cheios de verdades e histórias ditas assim... sem cerimônia, sem rococós, com os pés no chão. São vivos, rápidos e diretos; e como gosto disso!

Beijo, saudades de você.