Seguidores

quinta-feira, 19 de março de 2009

FLORESCER DE OUTONO



Foto e texto de Dalinha Catunda

Florescer de Outono

Hoje sou folha caída
Naturalmente ao chão.

Despida das folhas podres
Aguardo nova brotação.

Abraçarei o outono
Pois já se foi o verão

Para colher felicidade
Não escolho estação

As folhas velhas caídas
Servem-me de adubação.

As águas de março lavaram
As mágoas do meu coração.

O outono que me aguarde!
Pra ver só minha floração.

5 comentários:

Valter Montani disse...

Não há outono que destrua
uma bela e doce inspiração
como é bom amiga Dalinha
receber uma visita tua
ainda mais quando deixa-me
suas palavras é minha realização.

bjs e bom outono

São disse...

A sua poesia continua gostosa e a foto é um mimo.
Bom fim de semana.

águia_livre disse...

Bonita foto

Quanta beleza e sensibilidade se encontra inserto nela

Gostei do poema.

Seja feliz
.

João Ananias disse...

Seus versos são divinos
Feitos de forma brilhante
Encantam quem te acompanha
De forma muito excitante
Que Deus te dê proteção
Pra continuar com inspiração
E está sempre atuante.

Beijos Dalinha.

Jean Kleber Mattos disse...

É...chegou o outono aqui em Brasília. Folhas pelo chão. Um friozinho ainda gostoso. O outono é bem simbólico. Ele chama o poeta ao devaneio. Muito boa página Dalinha!