Seguidores

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Figura Popular de Ipueiras



Foto de "Zeca Frosino" Acervo do blog.
Zeca Frosino é uma lenda viva da cidade de Ipueiras.
Muitas são suas história. Tem mais de 80 anos, e mais de cinquenta, fazendo o mais antigo forró de nossa região. Mantendo assim o tradicional forró do "Zeca Frosino"
Dia 22 é o dia do folclore, até lá estarei falando de nossa cultura popular.
No poema a seguir, repasso para meus versos uma conversa que tive com o velho amigo Zeca.


Proseando Com Zeca Frosino.

Nasci no Curupati,
No arroz eu me criei.
Um ranchinho na Floresta,
Pra morar eu levantei.
E meu primeiro forró
Foi nele que realizei.

Era lua e lamparina,
Minha iluminação.
Os recurço era pouco,
Mas sobrava animação.
Foi assim que virei lenda,
Cultura e tradição.

Um sanfoneiro dos bons,
Sempre comanda a folia.
No meu forró de matuto,
O que não falta é alegria.
Começa na boca da noite,
Termina ao raiar do Dia.

É hoje no Corte Branco,
Minha quadra, meu terreirão.
Onde reúno os amigos
Com grande satisfação,
Pra prestigiar esse velho,
que prestigia o sertão.

Meu nome é “Zeca frosino”,
Você já sabe de cor.
Também sabe que não vivo,
Sem folia sem forró.
Cachaça, forró e família
Não vejo nada melhor.

5 comentários:

Bérgson Frota disse...

Homenagem justa e devida ao grande nome das festas de forró que é o Sr. Zeca Frosino. São estas homenagens seja em prosa ou rima que fazem o encanto da verve literária da poetisa e escritora.

Jean Kleber Mattos disse...

Gente finíssima, seu Zeca Frosino. Tive o prazer de estar presente nas bodas de ouro de seu casamento em Ipueiras(2007). Sou amigo de vários de seus fílhos e Heloisa minha mulher é professora de uma de suas netas. Vidas entrelaçadas. Parabéns à Dalinha pelo texto. Muito justa a homenagem.

Ricardo Aragão disse...

Dalinha, não conheço o seu Zeca, apesar de morar na cidade vizinha. O papai, certamente o conhece.

Mas admirei por demais seus versos em sua homenagem. Sem dúvida ele merece cada rima!

Parabéns, amiga, por DAR VALOR à sua terra e sua gente. Tenho absoluta certeza que você, mesmo morando bem longe, está muito mais perto de seu torrão do que muitos que lá residem.

Parabéns!

Um abraço.
Ricardo Boris

Tereza Mourão disse...

Da última vez que estive em Ipueiras, tive o prazer de conhecer ao vivo e a cores o Sr. Zeca apresentado por vc Dalinha em
um forró que fomos acho que em um lugar a beira do rio Lamarão com minha irmã Elisa a convite seu, e pena que ainda não pude ir a nenhum forró do seu Zeca, por ser numa época em que dificilmente viajo para lá. Mas quem sabe um dia, ainda possa participar deste forró. Abraços,
Teresinha Mourão

Freitas disse...

Para quem não conhece Zeca Frausino, homem íntegro, amigo, cultura viva de nossa região, ele como ninguém sabe animar nosso sertão com suas tradicionais festas!Parabéns Dalinha pela justa homenagem.